Pesquisar este blog

sábado, 23 de janeiro de 2010

A Faculdade


Não encontrei um programa gratuito para poder fazer um pod cast do meu projeto de comédia stand up. Então vai escrito mesmo. Até porque ao ouvir minha voz vocês iriam rir dela, não do que eu falasse. Bom é isso ai.
Escolhi falar da minha faculdade por motivos óbvios. Minha faculdade era uma piada.
Acho que quem montou a grade curricular foi aquele macaco da novela. A matéria documentário foi parar no último semestre. Assim, o pessoal que escolheu fazer filmagens para o Tcc teve que aprender a fazer tudo com o Caio do laboratório. Acho que é por isso que ele é mal humorado. Foi contrato como encarregado do estúdio, mas trabalha dando aulas. Quando fomos ter a primeira aula de documentário o professor perguntou o que pensavamos que era necessário fazer para montar um documentário. Roteiro, filmagens decupagem e edição. Já vamos avisando que cameras disponíveis só em janeiro de 2030. Podemos ir embora?
Eu e meu grupo resolvemos fazer uma revista. Como tivemos que pagar pelos direitos autorais das fotos não sobrou dinheiro e fizemos nós mesmas a editoriação. Tentamos usar o programa que era disponível na Faculdade, mas a revista ao invés de parecer a Revista época, ficou igual uma revista de época, estilo O Cruzeiro. Optamos por um outro programa,mas não me preocupei.Pensei que não ia contar muito, uma vez que; eu estava sendo avaliada para ser jornalista, não desgner e : era algo que era liberado pagar para terceiros fazerem. Para meu espanto não foi esse o raciocinio dos professores. Concluindo, se tiraram pontos do nosso trabalho por não ter feito bem algo que outros grupos pagaram para fazer, eu poderia ter juntado o dinheiro do lanche durante todos estes anos e comprar o trabalho inteiro. Ninguém poderia falar nada.
Tinhamos um professor que era um amor de pessoa. Em suas provas ele fazia perguntas banais mas que você tinha que responder com no mínimo 300 palavras. Ai ,de tanto querer encher linguiça em algo que poderia demostrar que sabe fácil, fácil em um paragrafo, se enrola tanto, que nem você entende mais o que escreveu.
Outra prova que não deram bananas suficientes para quem montou a grade curricular foi a matéria Jornalismo segmentado. O professor propôs como atividade a cobertura de uma feira. Teriamos adorado se fosse no primeiro semestre, e não no último que estavamos atolados no TCC. O pobre professor se contentou com três alunos no evento. Esse nem se aventurou a perguntar qual era nossa idéia de mídia segmentada.
Já no primeiro semestre tivemos uma professora que pedia que debatessemos algum tema em grupo e em seguida escrevessemos um texto. Eramos uma sala de 300 alunos e enquanto estávamos no meio do trabalho ela gritava pedindo silêncio. Porra, não era pra debater? Ou ela queria que fizessemos o trabalho na linguagem dos sinais?
Minha faculdade é tão bem quista na cidade, que ao tentarmos fazer uma entrevista com a Assessoria de imprenssa da PM, sobre o PCC, negaram. Tinham medo de ter algum membro da facção na faculdade e sofrerem represárias.
Tenho uma amiga que vai mudar o nome da faculdade no curriculum. Pelo menos ela vai conseguir que alguém continue a ler o cv dela depois de ver onde foi formada.

9 comentários:

  1. "Acho que quem montou a grade curricular foi aquele macaco da novela."

    rsrsrs, nossa, era tão ruim assim?
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por linkar!
    Vou por seu blog nos meus parceiros, ok?
    ;*

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Porra não tinhamos que discutir..kkkkkkkkkkkk (pensei na mesma coisa neste semestre!!! Adoreiiii)

    ResponderExcluir
  5. Parabéns! Você passou para a segunda fase na FANTÁSTICA FÁBRICA DE TEMPLATES e corre o risco de vencer!
    Nessa nova etapa, você deverá pedir votos para você na enquete que já está no ar neste link: http://afantasticafabricadetemplates.blogspot.com/

    Não perca tempo, comece a pedir votos já!

    ResponderExcluir